menu-estetica menu-saude menu-nutricao menu-gestante menu-aliados menu-anuncie mari-responde conheca-mari

 

Depressão pós-parto

Hoje vou falar sobre um probleminha, que pode ser um problemão, e atinge cerca de 10 a 15% das mulheres depois da gravidez, a depressão pós-parto.

Meninas, é normal que depois do nascimento do bebê, as mulheres sintam certa tristeza, pois todo este acontecimento realmente interfere nos hormônios e atinge o sistema nervoso central. Eu mesma passei por isso e quem já passou sabe do que estou falando, não é?

Acontece que em alguns casos esta tristeza não passa depois de alguns dias e mesmo que tudo tenha ocorrido bem com o bebê este sentimento começa a aumentar e torna a mulher incapaz e desinteressada em exercer o papel de mãe.

Isto não significa que a mulher não ame seu filho e isto não está associado a formas de violência com o bebê, mas sim que ela esteja com uma doença que precisa de tratamento!

Veja algumas causas prováveis para o problema:

Durante a gravidez, a rotina da mulher passa por mudanças, além das questões hormonais. Além disso, há situações que algumas estão acostumadas a viver e precisam mudar.

- Mudanças no corpo causadas pela gravidez e o parto.
- Mudanças na rotina, trabalho e interações sociais.
- Menos tempo de sono.
- Preocupações com as habilidades necessárias para ser mãe.
- Menos tempo para si mesma.
- Gravidez sem planejamento e/ou precoce (idade da mãe)
- Ter apresentado quadros de depressão e transtornos anteriormente, podendo ter sido uma  depressão pós-parto anteriormente.
- Não ter um companheiro ou ter problemas com ele.
- Períodos de dificuldade durante a gravidez: doenças durante ela, problemas com o bebê ou problemas com algum ente próximo.
- Problemas financeiros e falta de condições adequadas para criação do filho.
- Falta de apoio e compreensão das pessoas próximas
- Uso abusivo de drogas lícitas ou ilícitas em geral. Algo que também pode afetar a saúde do bebê.

COMO DIFERENCIAR A TRISTEZA NORMAL DA DEPRESSÃO PÓS-PARTO

A tristeza que a mulher sente depois do parto dura aproximadamente dez dias. Dois ou três dias depois do nascimento do bebê é quando a tristeza se estabelece, em cinco dias é o ápice desta tristeza que some em dez dias.

No caso da depressão pós-parto, o período de duração é bem maior: a mulher sente uma tristeza que parece normal durante semanas e até meses e este quadro se torna cada vez mais complexo, até que a mulher se torne incapaz de realizar suas tarefas diárias.

DIAGNÓSTICO:

Doenças de origem psiquiátricas, não possuem um exame como os demais, portanto, o diagnóstico é feito através de uma conversa com o médico, que pode solicitar também que seja respondido um questionário como a Escala de depressão pós-parto de Edimburgo.

O profissional precisa ficar atento aos sintomas que ela apresenta período em que ela se sente desta forma e o quanto isto interfere na sua rotina.

Ele pode pedir um exame de sangue, pois os sintomas da depressão podem estar associados a outros problemas de saúde que a mãe adquiriu.

Fique atenta e qualquer sinal procure um médico!

Ajude outras pessoas contando sua história!

Publicar comentário como convidado

Publicar comentário como convidado

0