menu-estetica menu-saude menu-nutricao menu-gestante menu-aliados menu-anuncie mari-responde conheca-mari

 

ENTENDENDO E TRATANDO AS ESTRIAS

estrias

Olá meninas, o assunto de hoje é sobre as detestáveis estrias. Ela atinge cerca de 60% das mulheres desde a adolescência até a gravidez.

Mas... Afinal, o que são estas tais estrias?

São “marquinhas” que aparecem em diversas partes do corpo quando a pele é esticada além do que ela pode suportar.  Isso faz com que as fibras da pele se rompam, tendo como resultado várias linhas em relevo que podem ser avermelhadas ou esbranquiçadas. As avermelhadas indicam que são recentes e ainda há circulação no local, já as esbranquiçadas mostram que estão instaladas há certo tempo e não há mais circulação.

estrias

É muito importante correr para um tratamento com dermatologista ou esteticista na fase inicial (estrias vermelhas ou roxas), pois é nessa fase que os tratamentos surtem efeitos melhores!
Mas se você já passou dessa fase e possui estrias brancas não se desespere! É possível suavizar sua aparência e prevenir o surgimento de outras!

Lembre-se em ambos os casos estria se trata de uma cicatriz e, portanto não há cura, porém seus aspectos visuais com os tratamentos adequados podem minimizar bastante chegando a ficar até imperceptível nos casos de estrias recentes!
 
 

Como eu sempre digo, prevenção é tudo! Veja o que fazer:

- Use e abuse dos hidratantes! Procure passar hidratantes diariamente no corpo, isso melhora a elasticidade. Há produtos que são específicos para estrias.

- Ingestão de água: A hidratação da pele não é feita apenas através de hidratantes, a água é ainda mais importante para garantir uma boa aparência da pele.

- Exercícios físicos: Eles mantêm a firmeza e elasticidade da pele, além de facilitar que ela estique naturalmente.

- Alimentação saudável: Todos sabem que os alimentos gordurosos, o excesso de doce e refrigerante é um vilão da boa aparência, por isso, evite-os.

- Evite a oscilação de peso: Há casos em que isso não é possível, como na gravidez, mas evitar o tal do “emagrece-engorda” ajuda a não adquiri-las. Se você passa ou passou por isso, siga todas as dicas anteriores para ajudar a preveni-las nesse momento.

TRATAMENTOS:

- Peeling: consiste na aplicação de determinados ácidos que age melhorando a produção de colágeno e reorganizando as fibras elásticas diminuindo assim o comprimento e a largura das estrias. Esse tratamento é mais eficaz quando associado à peelings de dermoabrasão como o peeling de cristal e o de diamante que promovem uma boa esfoliação local.

-Subcisão: São inseridas agulhas no local promovendo o rompimento interno da fibrose. Neste caso aparecerão hematomas locais estimulando a circulação periférica. Essa técnica é mais utilizada em casos de estrias profundas e largas.

- Mesoterapia: Indicado tanto para estrias recentes quanto as que estão nos incomodando por mais tempo, são injetadas agulhas finas no local, que liberam substâncias produtoras de colágeno. Quem já utilizou o método afirma ser doloroso.

- Laser: Ele promove a formação de colágeno e diminuição do tamanho das estrias, é indicado para estrias avermelhadas e provoca o fechamento de pequenos vasos.

- Eletrolifting (Galvanopuntura): A aplicação é feita através de uma agulha muito fina acoplada a um equipamento de corrente galvânica produzindo uma lesão na pele estimulando a produção de novas fibras.

NOVIDADE DO MERCADO!  Eletroporador - equipamento não invasivo ainda em testes que cria e emite uma onda eletromagnética tornando possível a introdução de substâncias através da pele. Os testes realizados buscam substâncias que produzem colágeno, regeneram e nutrem a pele.

Publicar comentário como convidado

Publicar comentário como convidado

0